1 de fevereiro de 2019 Ekomposit

Ekomposit

Madeira engenheirada através da técnica do LVL

LVL (Laminated Venner Lumber)

A madeira Engenheirada é um gênero assim denominado para uma extensa gama de produtos, foi desenvolvida em resposta a uma necessidade por madeira de alta qualidade e determinado comprimento.

Um dos tipos dentre o género da madeira engenheirada é o PLP (Painéis Lâminas Paralelas) ou LVL (Laminated Veneer Lumber), que consiste na colagem de lâminas especialmente classificadas paralelamente umas às outras.

A utilização da madeira da Ekomposit permite manter muitas das vantagens da madeira sólida, adicionando outras como dimensões, não estritamente relacionadas às dimensões das árvores. Existe a possibilidade de eliminar muitos defeitos provenientes da anatomia da árvore como nós, medulas, desvios do fio, conferindo ao produto final uma homogeneidade muito maior que a encontrada na madeira serrada. Pode-se ainda, pela especificação da densidade, controlar a maioria das propriedades.

Observa-se mundialmente, com a substituição de florestas nativas por florestas plantadas, um aumento expressivo na produção e consumo de painéis a base de madeira. Entre eles, vamos destacar o LVL.

Vantagens de utilização do LVL

O primeiro aspecto a considerar-se quando se fala em vantagens do PLP ou LVL, é o fato deste surgir como substituto para madeira sólida em estruturas.

É uma madeira engenheirada e pode ser produzido para atingir dimensões dificilmente alcançadas pela madeira convencional.

O LVL é um produto de alta performance que foi desenvolvido em resposta a necessidade para aumentar as propriedades de resistência e dureza, a estabilidade dimensional e a pequena variação em altura dos componentes estruturais.

Segundo alguns autores especialistas, as laminas laminadas coladas-LVL, são produtos estruturais compostos de lâminas de madeira com as fibras orientadas na mesma direção (longitudinal), oferecendo alta resistência, e surgiram há mais de 28 anos no mercado americano.

Vantagens do LVL frente à madeira maciça

1 – Maior resistência: a estrutura da madeira engenheirada torna-os mais estáveis. Um processo de classificação das lâminas podem conferir propriedades de resistência que podem ser calculadas com por precisão;

2 – Flexibilidade dimensional: os produtos da madeira engenheirada podem ser produzidos com qualquer largura e comprimento desejado.

3 – Produção em massa: possibilidade de produção para atender grandes demandas em prazo curto de entrega e padronizado.

4 – Certificação: produtos certificados com origem e que seguem padrões de qualidade.

5 – Uma precisão excepcional e defeitos mínimos.

6 – Custo e programa de segurança

7 – Vãos livres podem ser conseguidos;

8 – Impermeabilidade, imune a cupins e apodrecimento quando tratada;

9 – Minimiza a interrupção no local, visto que outros tipos de madeira tem problemas de fornecimento por problemas de fiscalização ambiental e de extração.

10 – Minimiza o impacto sobre o ambiente;

11 – Fornece a solução definitiva sustentável;

12 – Liberdade para os arquitetos produzirem diversos projetos e colorações.

A fabricação destes painéis é muito semelhante à produção de placas de compensado, sendo diferente na distribuição das lâminas ao longo do painel, do adesivo utilizado e consequentemente na utilização, que são mais direcionados para uso estrutural.

Origem do LVL

Estima-se que o LVL tenha sido utilizado pela primeira vez na confecção de hélices de avião durante a segunda guerra mundial, entre outras peças de alta resistência de aeronaves. Estes trabalhos pioneiros, com este tipo de painel, tiveram publicação ao longo da década de 40.

Na década de 60, empresários norte-americanos colocaram no mercado vigas compostas de madeira do tipo Viga-I, já no segmento da construção civil. Estas Vigas-I representavam um produto que podia suportar mais carga em relação ao seu próprio peso do que qualquer outro material existente até então. O produto foi um sucesso em virtude do baixo peso, alta resistência e a habilidade em vencer grandes vãos que o produto oferecia, representando um substituto ideal para as vigas de madeira maciça.

LVL é comumente fabricados na América do Norte. Em 2012, os fabricantes norte-americanos de LVL produziram mais de 43,4 milhões de pés cúbicos (1,2 milhões de metros cúbicos) de LVL em 18 instalações diferentes, e em 2013 a produção aumentou com mais de 14%.